Marta, no Chiado

DSCF0578

Uma reunião no Centro Nacional de Cultura, em Lisboa, levou-me ao Chiado e à doce Marta que, com os seu olhar cinzento claro e sorriso terno, me disse que podia fotografá-la e divulgar a sua foto na Internet (que ela sabe muito bem o que é) porque dessa forma contribuía para espalhar a palavra de Deus.

Sob um céu que ameaçava chuva, sentada sobre um cartão que a protegia do frio da calçada portuguesa e de costas apoiadas à escadaria da Basílica dos Mártires, a Marta lia um livrinho que lhe tinha sido oferecido nessa manhã na Igreja de S. Domingos. Do outro lado da rua, um grupo de turistas envolvia Fernando Pessoa, eternamente sentado na Brasileira, para uma sessão relâmpago de selfies; um pouco mais abaixo outros procuravam o documento do Guinness que certifica que a Bertrand é a livraria mais antiga do mundo; e alguns, muito poucos, entravam ou saiam da Basílica. Alheia a tudo isto, a Marta lia e esperava que alguém a ajudasse colocando uma moeda na caixa onde guarda também uma pagela do Sagrado Coração de Jesus.

O pequeno livro que exigia toda a sua atenção tem por título “Foi Por Você! Somente um Deus Apaixonado Faria Isso…”. Escrito por Sebastião Ribeiro da Costa, um brasileiro que participa no movimento Renovação Carismática Católica, é editado pela Missão Sede Santos Editora, que diz ser a primeira editora católica latino-americana especializada em livros de bolso. Estes são os únicos livros que Marta lê, “livros religiosos que levem para Deus e através dos quais Deus se sirva de mim para levar Deus a outros”. Porque, no seu entender, é assim que Deus age, “faz de coisas pequenas, coisas grandes”.

E explicou-me, ainda, que quando acaba de lê-los os devolve à igreja, oferece-os a outras pessoas ou leva-os consigo quando parte de visita à família e deixa-os na igreja da sua terra. Isto porque é sua convicção que todos nós podemos evangelizar. “Podemos fazê-lo de muitas maneiras”, disse-me pausadamente, o tom afectuoso, a dicção perfeita, cada palavra articulada com o cuidado que o seu significado exige. “Parece que não, mas eu estou aqui e estou a evangelizar”, rematou.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s