Adolfo & Pepetela

 
O Adolfo é transmontano, vive no Porto há muitos anos e estava de férias no Algarve quando o fotografei. Naquela manhã, à sombra de um guarda-sol, na Praia dos Careanos, lia o romance “Predadores“, de Pepetela, o ficcionista angolano a quem foi atribuído o Prémio Camões em 1997. Deste mesmo autor, o Adolfo já tinha lido “A Geração da Utopia“, que classificou como um grande romance e, na sua opinião, “Predadores” não lhe ficava atrás: estava a apreciar particularmente o estilo da narrativa e considerou o tema da descolonização sempre interessante.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s