Natália & Oleg Roy

 
Adoro andar de comboio, por isso não hesitei em optar pelo Beijing/Shanghai Express Train em detrimento do avião para viajar entre aquelas duas cidades. A viagem, feita a trezentos quilómetros por hora, demorou cinco horas, tempo mais que suficiente para observarmos quem vinha na carruagem, ouvirmos as suas conversas sem perceber absolutamente nada, apreciarmos a paisagem coberta de neve durante boa parte do trajeto e ficarmos mortinhas de fome quando se aproximou a hora do almoço e toda a gente puxou pelo farnel. A carruagem inundou-se de aromas exóticos que nos abriram o apetite e nos obrigaram a ir até ao bar para ver o que poderíamos comer. Foi nesse trajeto entre o meu lugar e a carruagem do bar que passei pela Natália, uma russa de Yaroslavl que também viajava pela China na companhia de uma amiga. Aliás foi essa amiga que nos serviu de intérprete, porque a Natália não fala inglês. Só com essa ajuda pude ficar a saber que lia um romance de Oleg Roy, um dos mais populares escritores russos, e que o livro, numa tradução literal, tinha o seguinte título: “Husband, Wife and Lover” (“Marido, Mulher e Amante“). 
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s