Daniel lê Goleman


Tenho o privilégio de poder passar fins de semana em Lisboa pelo menos uma vez por mês e é sempre com alegria que regresso à cidade onde vivi sete anos. É magnífica a nossa capital! Em Janeiro, era o Acordo Fotográfico muito recente, fiz uma primeira experiência e abordei uma senhora que lia sentada num banco de um jardim em Belém. Infelizmente, não quis que a fotografasse. Na passada terça-feira de Carnaval voltei à carga e saí confiante com a câmara. Primeiro fui até à LX Factory, em Alcântara. Abordei duas pessoas; ambas disseram que não. Depois parti em direção ao Tejo e demorei-me a passear junto ao rio, ali na zona do Museu da Eletricidade. Abordei mais dois lisboetas, que também recusaram ser fotografados… Será que ia regressar a casa de mãos vazias? Não, não ia, porque depois vi o Daniel que me ouviu, sorriu e aceitou a minha proposta.E estou-lhe muito grata pelo voto de confiança! Embora o Daniel possa ver o Tejo e boa parte da cidade de Lisboa das janelas da sua sala de estar, naquela tarde optou por sair de casa para andar de bicicleta e desfrutar de um livro bem perto do rio. Estava a ler “
Inteligência Emocional“, de Daniel Goleman, mais precisamente o capítulo dedicado ao controlo da ira e da raiva. Diz o Daniel que este livro, que faz referência ao trabalho do cientista português Manuel Damásio, é muito bom e quase poderia substituir um psicólogo.
Advertisements

2 thoughts on “Daniel lê Goleman

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s